Notícias

Assinada ordem de serviço de 150 km da Transnordestina

6 nov , 2014

22/10/2014

Diário do Nordeste
Com previsão de iniciar de imediato mais uma etapa da Ferrovia Transnordestina, foi assinada na manhã de ontem, em Missão Velha, ordem de serviço para início de três trechos da obra com extensão de 150 quilômetros, abrangendo cinco cidadescearenses.
Cerca de 43% do total da obra já estão prontos, de acordo com apresentação técnica realizada na solenidade, que equivale a quase 500 quilômetros de ferrovia, de 1.753 quilômetros do seu total, nos estados do Ceará, Piauí e Pernambuco. A meta é abrir mais 2,4 mil postos de trabalho nos canteiros de obras. Não se descartou a possibilidade de ser implantado o Porto Seco, em Missão Velha. Já há um terreno que poderá ser destinado ao projeto.
Em solenidade realizada na manhã de ontem, na câmara municipal de Missão Ve
lha, cidade que marca o ponto zero da obra, foi assinada a ordem de serviço dos trecho, pela ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, o governador do Estado, Cid Gomes, e o ministro da Integração Nacional, Fernando Teixeira, entreoutras autoridades.
O novo trecho, conforme a ministra, começa a partir da assinatura. O projeto está previsto para ser concluído apenas em dezembro de 2016. A ministra destacou o cumprimento dos prazos nesta nova etapa do projeto, por conta da empresa
responsável ter que pagar multa contratual, caso não cumpra as etapas para entrada nas datas determinadas.
O diretor da Transnordestina, Edson Pinto Coelho, destacou aspectos técnicos do empreendimento e disse que já estão concluídos no Ceará mais de 100 km de ferrovia, e em Pernambuco chega a 200 km. Ele disse que no total já são mais de 3.300 pessoas empregadas nas obras, além de 700 máquinas. São 29 cidades atingidas pela obra da Transnordestina.
No novo trecho, conforme o diretor, serão inseridos os município
s de Iguatu, Aurora, Icó, Lavras da Mangabeira e Cedro, além de promover a integração de Missão Velha e Acopiara. A previsão é que sejam contratados para essa nova obra, pelo menos 100 trabalhadores, com 70 empregos diretos e 30 indiretos. O lote que liga Salgueiro, em Pernambuco, e Missão Velha, já está concluído.
O projeto interliga os portos de Suape e Pecém. Com a nova rota, será facilitado o escoamento da produtividade de grãos nesses estados e serão estimulados investimentos em outros setores, como o de combustíveis, fertilizante, gipsita e minério.
O governador Cid Gomes destacou a importância de vários projetos de infraestrutura que vêm sendo desenvolvidos no Estado, e disse ser o maior em sua história, inserindo desde a Transnordestina, Transposição do Rio São Francisco, melhorias das rodovias federais, além do Cinturão das Águas, entre outros projetos. Além do prefeito local, Tardiny Pinheiro, o governador também fez a solicitação da instalação do Porto Seco, em Missão, no intuito de facilitar o escoamento da produtividade, além de proporcionar a geração de emprego e renda.

Voltar

Publicidade